Santuário nacional de Aparecida migra para o digital e melhora a comunicação e a segurança com a Motorola Solutions.

   Cerca de 160 agentes de segurança estão equipados com rádios digitais, oferecendo suporte e agilidade no acesso ao estacionamento, interior da basílica, atendimento de emergência e rondas.

   A Motorola Solutions, provedora líder mundial em soluções e serviços de comunicação de missão crítica para governos e empresas, implantou uma solução de rádios digitais MOTOTRBOTM no Santuário Nacional de Aparecida, localizado na cidade de Aparecida, em São Paulo. A nova solução de radiocomunicação vai oferecer maior sigilo e nitidez na comunicação entre os agentes e garantir mais segurança e rapidez na comunicação e, assim, controlar com mais eficiência o acesso ao estacionamento, o interior da basílica; as rondas; e os atendimentos de emergência. A solução inclui um sistema de rádios com os mais modernos rádios digitais MOTOTRBO.

   O santuário já chegou a receber, em um único dia, mais de 240 mil pessoas e, anualmente, recebe mais de 11 milhões de visitantes. Além disso, todo o complexo conta com 1.500 colaboradores e cerca de 160 agentes, que estarão equipados com os novos rádios MOTOTRBO.

Pontos importantes

  • A solução beneficia, diretamente, 1.500 funcionários, que trabalham nos setores do estacionamento, shopping, praça de alimentação, centro de apoio ao visitante, infraestrutura e segurança e, principalmente, os 11 milhões de visitantes que vão ao santuário anualmente.
  • Um fato que fez diferença na escolha dessa nova solução foi o de não ter outro custo de taxas com a Anatel, pois o santuário já possui licença para utilizar duas frequências, com dois grupos diferentes de comunicação.
  • A migração para o sistema digital torna a comunicação mais clara e segura e, consequentemente, mais eficiente, pois os dados são criptografados e não podem ser interceptados.
  • O uso do rádio de comunicação vai evitar perda de tempo com deslocamentos desnecessários e os atendimentos de ocorrências e emergências, além do socorro aos visitantes, serão mais ágeis.